Prioridades, Mudanças e Viagem

September 11th, 2007

Fui pra Curitiba este feriado… Conheci a Gull e a Nikki, nem saí lá. Mas eu gostei disso… e volto pra conhecer a cidade outra vez, eu gostei do que vi de lá.

A Nikki me ensinou a fazer o preparado da Datura… contou da cirurgia e do livro dela.

Ontem faltei pra descansar…

E decidi que não vou mais deixar de falar porque as pessoas me acham ‘doido’… aquele negócio de sempre me dizerem que eu faço comentários “nada a ver”… Eu notei que isso me machucou e me fez ficar calado. Agora eu comento e justifico até a pessoa se sentir burra.

Vou é ganhar a fama de fazer conexões inimaginárias, não de ser louco.

Fiquei bem triste que nao consegui conversar com a Nicole…

Mas devo aproveitar o momento de mudança.

E quero mudar outras coisas, comecei a montar minha lista de prioridades:

  1. altar  (ele é o centro do ‘estilo’ de todo o resto.)
  2. roupas
  3. cabelo
  4. carro
  5. casa/apto
  6. máquina fotográfica
  7. laptop

Ameaça no caminho?

September 5th, 2007

Eu pensei que as apresentações seria meu caminho do sucesso na MZ… mas agora eu tenho dúvidas… contrataram uma pessoa foda que não deve ter começado ganhando a michurice de 900 reais… com um portfólio lindo, com cliente tipo a Nestlé!

Eu acho que é pra ele fazer apresentações… eu não quero ceder meu lugar, eu não quero ninguém aparecendo no meu caminho…

Isso me desanimou muito, porque eu estava empolgado e feliz até me cair a ficha… eu não consigo imaginar outra coisa que ele possa fazer… talvez layout! Mas eu duvido porque não tem um layout no portfólio dele… que a Dani fez questão de mandar pra MZDesign…

To com medo, to preocupado… e estou triste.

Eu quero agora aprender XML e aprender pra ontem a fazer os gráficos mais lindos e personalizados EVER! Eu não admito que ninguém se meta no meu caminho e tome meu objetivo… E eu não quero mostrar meu lado dark na MZ… não quero nunca mostrar esse lado na minha vida profissional… Mas eu tenho meus objetivos…

Eu voltei com orkut… vou ter várias vidas online… chega de tentar ser um só. Não dá certo.

E são vários eus… vários amigos. Um ajudando o outro. O profissional não hesitará em recorrer à bruxa ou à beasha. Eu quero evitar, sim, mas eu sou orgulhoso… e estou me sentindo magoado… vulnerabilizado…

Triste

August 30th, 2007

Eu odeio quando o coração começa a fazer birra pros lados errados.

De novo eu estou me ‘apaixonando’ (eu duvido, é só mais uma brincadeira de mal gosto dos sentimentos) por alguém que não deveria…

It makes me sad. =(

Eu afogo minhas tristezas lendo Neil Gaiman, estudando feitiçaria e tentando resuscitar uma árvore. Afogo o Cadu triste com a soberania do ByrvinR rei, político e ventânico.

O Cadu Coração Partido sendo esquecido com o advento do ByrvinR Pai de Árvore.

A mitologia de Ëru e a realidade

August 29th, 2007

Hoje o Ibirapuera estava com ares de Outro Mundo.

Vi flores de Cerejeira, vi folhas novas de carvalho, árvores gêmeas – uma negra e outra clara, vi árvores de um verde lindo.

A visibilidade era pouca, estava frio, as flores e as cores invadiam tudo. O parque estava com pouca gente… eu me senti mesmo no outro mundo.

No pé do plátano tinha um pedaço da madeira dele… eu trouxe pra casa e estou fazendo trabalhos para que ele brote e se torne uma muda. Meu compromisso de manter o plátano vivo mesmo fora do parque.

Mas isso deveria ter sido feito antes…

Quinta o parque me chamou, eu não fui, só hoje… não tinha mais a grade laranja… e as árvores foram podadas.

Hoje eu deveria ter levado o colar de ametistas… mas não levei porque só pensei em como ia aparecer na Mz… se tivesse levado teria poupado muito da minha energia.

No esforço de manter a plátano pequena feiticeira viva eu permiti que ela se alimentasse da minha energia… e estou muito cansado!

Mas agora as ametistas estão posicionadas, coloquei terra do ritual de domingo, enchi de água, acendi um incenso de mel (ando sentindo que o usaria logo) e acendi uma vela do ritual também ao lado, para passar o calor.

“Coincidentemente” hoje teve eclipse lunar, é lua cheia, encontrei o ramo que se tornará árvore, muito frio e dia de Ëru. Na mitologia de Ëru ele nasce num dia de lua cheia, sai de sua prisão num dia de frio, durante a noite… E nesse momento começa o mundo – daí nasce a árvore que sustenta tudo. Com certeza era um dia de frio intenso, e por que não um eclipse? A luminosidade se esconde no dia em que Këznow usou de seu último poder, em que Këznow se transferiu e se libertou!

Só mereço um castigo por ouvir pouco a minha intuição. Se tudo fosse feito como dito o ramo provavelmente nasceria hoje, o feitiço estaria pronto e realmente o mundo começaria… sem contar que seria bem menos energia gasta, provavelmente a árvore foi podada naquele dia.

Que os Deuses e as Linhas do Destino e Aquelas Que As Tecem me perdõem e permitam que mesmo atrasadas as coisas aconteçam. Que fique de lição – e realmente doeu dar a minha energia – minha mão estava muito gelada e meu peito e cabeça começaram a doer.

Bubu

August 28th, 2007

Sábado eu fui pra Bubu, fiquei com o Marcelo, amigo do Diogo, mas nem rolou nada demais… ele não queria ficar comigo porque eu sou amigo do Diogo… meu ego ficou lá embaixo, mas depois… eu conversei com a Dee no domingo no Nemetoncontro e melhorei… Eu voltei metade do caminho de táxi, fui chamado de coisa gorda, gastei bastante dinheiro… mas eu acho que valeu.

No domingo tivemos as vivências dos elementos… eu não me senti exatamente bem… O Nemeton anda caindo no conforto… as novas pessoas me deixam mal, desconfiado e extremamente desconfortável… A sensação de segurança, de porto seguro, de referência morreu.

E no fim os vizinhos da Kiki acabaram implicando com a gente lá… Pareceu até um sinal…

Ontem comecei minha aula de alemão… E gostei.

Nesse fim de semana ‘renasceu’ o ByrvinR em mim, eu resolvi pegar a Ljosalfaheim de volta, resolvi voltar à ativa, voltar ao mundo dos vivos. E de novo ser o vento na vela do barco Ljosalfaheim…  Depois até vou configurar o meu gmail pra receber as contas do email byrvinr…

Eu nem pensava… mas ando sentindo falta do Diogo aqui. =)

Ontem foi a palestra da Dani, espero que ela tenha ido muito bem e que tenha tido completo sucesso. Logo mais vou saber.

E ainda nem organizei nada de CSS pra Thalita… mas vou começar hoje, aqui no trabalho mesmo, se der tempo…

Espíritos e Fantasmas

August 25th, 2007

Hoje fui organizar minhas coisas, coisas emprestadas pra devolver e pra cobrar: me surpreendi com tanta coisa que eu tenho ‘por aí’… e com certeza esqueci de muita coisa… muita coisa que vai acabar nunca voltando pra mim.

Também fui fazer as contas para conferir minha planilha… e descobri que tenho 19reais a mais que consta lá… Primeiro tinha pensado que faltava 31, mas descobri uma nota de cinquenta no meu cantinho, no ovo laranja.

Eu me lembro de ter anotado tudo que gastei… mas sei lá, talvez continue ‘aparecendo’ dinheiro no meu quarto =) Eu gosto disso… pra mim mostra que a energia daqui está se tornando boa como era no outro quarto. =)

E hoje eu sonhei com uma gata igual a Simi! Eu fui pra Itirapuã e vi o Douglas… ele tinha gatas… eu queria ir pros Eucaliptos pa jogar runas, mas era noite e eu sentia presenças estranhas por lá, monstros mesmo… e por isso não quis ir até lá. Mas no sonho eu tinha uma postura tão diferente, eu era também um monstro… eu via na minha alma ‘carnes’ sobressalentes, braços, a roupa era diferente, algo parecido com o Naraku. Mas só eu sabia disso, as pessoas me viam como um menino bobo mesmo. Eu estava no auge do meu poder mágico no sonho…

E eu traria a gata pra cá, eu dizia que voltaria em Setembro pra lá.

O Douglas estava com o cabelo cumprido, mas trabalhava demais… então nem tinha tempo para me dar atenção.

E eu andava pelas ruas com uma cadeira de escritório com rodinhas, porque eu dizia que não queria andar tanto. Eu corria mais que uma bicicleta… e estava viajando pelo mundo, eu estava indo para a Argentina… mas passava por túneis e por caminhos no Outro Mundo, caminhava por subterrâneos que me levavam muito adiante, um atalho pelo outro lado.

Era um caminhante solitário, u falava em meu idioma, mas as pessoas ouviam seus próprios idiomas.

E por esses dias eu sinto meu ‘poder’ voltando… eu ando conseguindo abrir caminho entre pequenas multidões, fazer com que carros não atrapalhem meu caminho e até evitar ser encarado na rua com o fluxo de energia. Que, de novo, já alcança alguns metros.

Fazer despertar os quatro fantasmas me deixou fisicamente muito cansado, mas minha energia aflorou muito, despertou, e quase do ponto em que tinha parado. Isso me deixa feliz… mas eu acho que ainda falta algo muito importante: escrever.

Ler os primeiros contos também me ajudou a despertar este lado… Mas eu preciso escrever pra mantê-lo acordado.

E semana que vem vou começar a ensinar CSS pra Thalita, depois que o Diogo voltar de férias é a vez dele… Eu ando me aproximando mais do Diogo ultimamente… e às vezes até penso que estou me apaixonando… Depois que fui pro bar com ele, na quinta, eu comecei a notar como ele é bonito.

Mas eu sei que não daria certo entre a gente, preciso me controlar. ;x

Geometrias

August 23rd, 2007

Blé!

Ontem nem fui pra aula.

Estava sem vontade nenhuma de ver a aula da Mércia.

Mas fiquei chateado… eu devia ter ido pro Ibirapuera, não teria perdido nada e poderia ficar lá até anoitecer… Mas eu vou hoje, só não vou ficar até tarde.

E ontem eu tive que ‘consolar’ o Deh… ele estava triste por causa do Nêno (óbvio)…

Tentei pensar em algo pro meu portfólio… mas… nenhuma idéia. =(

E nem escrevi aqui também quando cheguei em casa… foi uma correria só aqui no trabalho ontem. Apresentação da Claro, Lâmina da Rossi, problemas problemas e problemas também.  Mas eu fiz uma página de arquivos de um layout da Dani e ela gostou =)

E também ontem eu instalei o WordPress pro Diogo… já tem 3 no meu domínio, acho que é o limite… e falando nisso… preciso atualizar os meus! Já tem uma versão nova.

Eu quero uma marca mais geométrica… um layout geométrico, mas com cara de real! Não quero uma página gelatinada! Mas é uma idéia complicada e vai demorar… que pena…

Pesquisei preços de MAC e Mesas Digitalizadoras… mês que vem compro a mesa… é cara… mas eu não quero comprar uma porcaria! Se é pra gastar que seja com algo bom!

Até agora aqui está tranquilo…

E hoje trouxe uma pimenteira pra me fazer companhia hehe

Preciso da ‘maldade’ das plantas comigo… e ela está tristezinha, vou regar daqui a pouco.

Ashnar

August 21st, 2007

Ontem eu o ‘despertei’ em mim.

E eu sonhei hoje com a infância que eu queria ter tido, foi um processo inteiro pra desconstruir toda minha personalidade – era uma terapia. Eu me forçava a lembrar de um momento que não vivi, de um desejo, como se fosse o que realmente aconteceu no plano físico e “real”, anulando o que de fato se foi.

Esse processo me fazia aos poucos destruir minha personalidade, zerá-la, para que ela se reconstruísse no ambiente que agora vivo.

E eu vagava, vagava pelas ruas, encontrava pessoas conhecidas mas as tinha esquecido.

Na desconstrução eu era o centro das rodas, o menino que ‘zoava’ os outros, o ponto de referência de muita pivetada. Aquele inteligente que todos admiram não pelas boas notas (que eu nem tinha) mas por suas artimanhas e ‘traquinagens’.

Tinham vampiros, mas eu os desprezava.

Eu encontrei a Vânia, mas eu fugia dela, e ela sempre me encontrava.

E a noite toda passei conversando com a Dani Z, sobre os poemas do ipê. As folhas e flores vão… mas eu não sinto saudade: sei que voltam.

Meu pai também estava no sonho, e ele me desprezava.

Minha personalidade se descontruía… e como se fosse um conjuntos de linhas de programação… eu ia apagando e apagando.

Um diário

August 21st, 2007

Bem… como nenhum diário por escrito funcionou muito bem porque eu sempre tive que memorizar até chegar a ele… ou porque tive preguiçã de caçar na gaveta… ou qualquer outro motivo, decidi fazer um online.

Eu estou com saudade da Nikki hoje… vontade de ‘geometrizar’ minha marca, de estudar programação, de desenhar, de escrever de novo.

Eu sinto meu espírito renascendo.

“I’m bigger now, I’m stronger now”, como estou ouvindo a Boogeyman de Johnny Hollow.

Quem sabe aqui eu não acabe treinando até meus idiomas de Samar =)Ou escreva algo sobre eles… e um diário online é bom porque posso postar de qualquer lugar, mesmo do trabalho.

E eu sinto falta de escrever qualquer besteira, de despejar minhas carências em letras. É melhor que em atos ou choros em colos desconhecidos… uma carência que acaba virando fogo e besteira.

Já está para fazer um ano que eu fiquei com o Bruno… o da tng… e eu sinto falta dele – ou de mim antes de ter pegado aquele trauma.

Tornei-me cruel e insensível depois daquele cano que ele me deu… quero-me de volta… a minha pureza e inocência de antes! E terei de volta.

Lembro da ‘maldição do vento’… eu só terei ou a prosperidade na inspiração e na escrita, ou o amor. E eu escolho de novo a escrita. Então parei de procurar o meu amor… e eu sinto o fogo da criação voltando às minhas mãos.

Hoje sonhei com poesias em folhas de ipê.

Elas diziam algo assim:

“Folhas e flores do ipê,
Vocês vão mas eu não sinto saudade:
sei que voltarão.”

Era algo assim, mas num idioma diferente… era algo que ficava poético…

Fico triste que não lembro mais das palavras dos meus sonhos… não lembro mais dos poemas… Mas isso há de voltar.

Hoje é meu dia de Ashnar.

Vou dormir, fazer meu ritual pra despertar de novo esse meu lado… e dormir, pra acordar Ashnar.

Estou feliz que não estou desmanchando como Këznow. Mas nem poderia, já que o processo é reverso. Mas mesmo assim… estou me acabando… espero não ter um surto quando chegar Ëru… mas eu já esperoque estarei louquinho…

Mas… sacrifícios por um bem maior. Quero meu talento de volta.

Now… I’m going to make my ritual, read and sleep. =)

Hello world!

August 20th, 2007

Welcome to WordPress. This is your first post. Edit or delete it, then start blogging!